domingo, 10 de abril de 2011

A Letra: Blood Brothers (Iron Maiden)

Quando criei esse blog, uma das idéias era escrever sobre letras de músicas, e acabei perdendo o foco. A intenção era desenvolver essa seção como se fosse uma conversa, o que realmente ocorre quando me reúno com os amigos e começamos a discutir as letras. Então, cada postagem de "A Letra" vai contar com um convidado especial.

Então, vamos começar a nossa "dissecação". A postagem hoje conta com a participação especial de Diego Fernandes nos comentários.

Iron Maiden na sua Brave New World Tour 2000/2001.

Blood Brothers foi composta por Steve Harris, baixista do Iron Maiden, e faz parte do álbum Brave New World (2000). Ela traz o estilo progressivo que passou a tomar conta das composições do Iron Maiden no século XXI.

Uma letra que mostra o mundo como ele é, mas que acima de tudo, procura unir as pessoas em uma só. Embora todos os problemas nos circundem, nós sempre seremos irmãos de sangue. Essa é a mensagem que Blood Brothers nos passa.

Diego Fernandes: Para começar, essa música é atemporal. Em qualquer época da humanidade ela se encaixaria, tanto na Idade Média como nos dias de hoje.

Incluída somente na turnê 2000/2001 do Iron Maiden, Blood Brothers para mim é uma das melhores músicas da banda. Recentemente, ela voltou a ser executada pela banda na sua turnê 2011, e Bruce Dickinson (vocalista do Iron Maiden) a dedica todas as noites às vitimas dos terremotos do Japão e a todas as pessoas do mundo que são perseguidas pelas suas diferenças étnicas e religiosas.

Diego Fernandes: Basta apenas dizer que essa é uma das estrofes da música: "Há horas que eu receio pelo mundo, há horas que eu me envergonho por todos nós, quando se está pairando sobre todas as emoções que se sente refletindo o bem e o mal".

O que vemos logo de cara pela letra é que o mundo é individual, todos estão preocupados com o "eu" e não com o "nós". O início da letra descreve isso: "Se você está passeando pelo Jardim da Vida, o que você irá ver? Somente um espelho refletindo os movimentos da sua vida, e no rio meus reflexos".

A intenção não é prolongar muito a análise, apenas compartilhar um pouco com vocês web-leitores. Para quem não quiser escutar a música, recomendo que ao menos leia a letra, segue abaixo a letra completa traduzida de Blood Brothers, retirado do site Terra:




Irmãos de Sangue

Se você está passeando pelo Jardim da vida
O que você pensa que irá ver?
Somente um espelho refletindo os movimentos de sua vida
E no rio reflexos meus

Por um segundo vejo de relance meu pai
E num movimento ele acena pra mim
Nesse momento as memórias são tudo que permanecem
E todas as feridas se abrem novamente

Nós somos irmãos de sangue
E conforme você olha ao redor o mundo em horror
O que você vê? Você acha que nós aprendemos?
Não, se você estiver olhando a guerra tumultuosa
Lá fora, nas ruas, onde bebês são queimados

Nós somos irmãos de sangue

Há horas que eu receio pelo mundo
Há horas que eu me envergonho por todos nós
Quando se está pairando sobre todas as emoções que se sente
Refletindo o bem e o mal

Algum dia nós saberemos qual a resposta para o que a vida realmente é?
Você pode me dizer o que a vida realmente é?
Talvez todas coisas que você sabe que são preciosas para você
Possam ser varridas pelas mãos do destino

Nós somos irmãos de sangue

Quando você pensa que nós já usamos todas as nossas chances
E a chance de fazer tudo direito
Continua fazendo os mesmos velhos erros
Faz o equilíbrio tão fácil
Quando vivemos nossas vidas no limite
Faça uma oração ao livro dos mortos

Nós somos irmãos de sangue

Se você está passeando pelo
Jardim da vida...

3 comentários:

  1. krak que música fo**!! :)
    tapa na cara, viu??
    tem uma coisa interessante é que assim como as construções, relações sociai, mundanças e transformações ocorrem ao longo da história a questão do individualismo parece se intensificar..Não sei se na idade média, por ex, exist~encia essa consciência de indivíduo e individual que temos hoje (acredito que não), mas a ideia de sempre ter alguem que se dar bem, enquanto que outro se dá mal, esse processo dialético, existia. O que é meio terrível e a gente se pergunta para onde caminhamos? Essa letra reflete um pouco disso, dessa questão e é uma excelente reflexão :] \o/

    ResponderExcluir
  2. escrevi todo tronxooo
    duihduihduidhuidhuidh
    vai ficar assim agora! afs! x)

    ResponderExcluir
  3. A mensagem foi transmitida...kkkkkkk.

    ResponderExcluir