segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Voando no 14 Bis





Desde pequeno sofri grande influência musical do meu pai. Não entendia nada das músicas, mas sempre gostava da sonorização e acabei seguindo esse caminho musical. No meio do caminho apareceu um imprevisto chamado Iron Maiden, e acabei adicionando o rock pesado a meu escopo musical. Mas, nunca deixei de escutar Zé Ramalho e os BeeGees.

Na minha infância, tive a oportunidade de voar no 14 Bis e continuo embarcando nele até os dias de hoje. O meu contato com eles foi através de uma coletânea que existia antigamente, chamada "Meus Momentos". Várias bandas fizeram parte dela, inclusive o 14 Bis.
14 Bis.
O 14 Bis é uma banda de rock nacional mineira formada nos anos 80 por Flávio Venturini, Cláudio Venturini, Hely Rodrigues, Sérgio Magrão e Vermelho. A sonorização da banda possui influências de Pink Floyd e Deep Purple (no instrumental progressivo, utilizando teclados e sintetizadores), The Beatles (nos inúmeros vocais presentes, fazendo lembrar o Roupa Nova) e Led Zeppelin (na guitarra distorcida).
capa do "Meus Momentos", com 14 Bis.
A diversidade musical do 14 Bis é muito grande, na coletânea temos baladas como Uma Velha Canção Rock'n'Roll, Todo Azul do Mar e Espanhola; e também músicas mais rock'n'roll como Linda Juventude, Nova Manhã e Planeta Sonho.

A relação com Milton Nascimento e Beto Guedes, do famoso Clube da Esquina, está eternizada em Canção da América. Uma das músicas com letra mais forte que escutei.

No voo do 14 Bis ainda aparece Natural, uma típica música para ser tocada em qualquer "roda de violão", dado o seu instrumental fácil e cativante. Desembarcando, ainda nos deparamos com as bem-humoradas Bola de Meia, Bola de Gude e Mesmo de Brincadeira, com seus instrumentais quase "caipiras".
Cláudio Venturini e Hely Rodrigues na gravação do DVD do 14 Bis, em 2007.
O 14 Bis continua em ativa hoje em dia, só que sem Flávio Venturini. É uma clássica banda de rock do Brasil, precursora do estilo no país, junto com a Jovem Guarda, e que ainda continua a influenciar muitas novas bandas que surgem. A boa música tem continuidade.

Enfim, todos estão mais do que convidados para embarcar no 14 Bis, e o máximo que posso desejar é uma "Boa Viagem". 

Um comentário:

  1. Já ouví boatos que o Flávio Venturini voltou para o 14 Bis.

    ResponderExcluir